Mamoplastia: tudo o que tem de saber

Categorias: Beleza e Moda

O assunto de hoje é entre mulheres! A mamoplastia de aumento (prótese mamária), o famoso “silicone”. Deixar os seios turbinados é muito comum entre as mulheres brasileiras e é segunda cirurgia plástica mais procurada no País. O número cresce também entre os estrangeiros!

Nós mulheres gostamos de estar satisfeitas com o conjunto ao todo quando nos olhamos no espelho, não é? E como somos mulheres, sempre queremos melhorar alguma parte do nosso corpo.

Se você está realmente decidida, é importante ler a respeito e se informar. Converse com as amigas que já aumentaram os seios e escolha um bom cirurgião plástico.

O meu amigo de longa data, e Cirurgião Plástico, Dr. Paulo Bettes, é membro titular da Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica e escreveu um artigo para as minhas seguidoras que desejam aumentar os seios em casos de ausência de mamas, mamas pequenas ou  reconstrução pós mastectomias (retirada cirúrgica da mama por trauma ou câncer).

Espero que gostem desta consultoria:

 

MAMOPLASTIA DE AUMENTO  (Prótese de mama)

 

  • Considerações gerais:

                        O aumento das mamas é feito geralmente através da inclusão cirúrgica de próteses mamária de silicone protegidas por um envoltório texturizado ou de poliuretano, as quais são colocadas atrás das glândulas mamárias ou atrás do músculos peitorais.

O volume do aumento mamário é uma decisão que será discutida com o cirurgião, pois somente o médico poderá avaliar o tamanho de prótese que um determinado seio poderá acomodar. A vontade e desejo da paciente serão levados em máxima consideração.

Como os implantes são colocados atrás das glândulas mamárias ou dos músculos peitorais, não irão interferir na lactação nem no exame físico ou radiológico das mamas (mamografia). Não existe nenhuma relação descrita entre o uso de próteses mamárias de silicone e câncer mamário. A incidência é igual a das mulheres da população geral. As prótese são bem indicadas em pacientes com amastias (ausência de mamas), hipomastias (mamas pequenas) e reconstrução pós mastectomias (retirada cirúrgica da mama por trauma ou câncer).

  • Anestesia:

                        Normalmente é realizada sob anestesia peridural, salvo casos a serem analisados individualmente. O período de internação pode variar de 12 a 24 horas.

  • Operação e cicatrizes:

                        A cirurgia leva em média duas horas e a cicatriz localiza-se horizontalmente no sulco submamário, com aproximadamente 3cm a 4 cm, por onde será introduzida a prótese. Essa cicatriz é planejada para ficar escondida sob uma roupa de banho tipo biquini ou sutiã. É preciso ficar claro que há certos tipos de biquíni, que não cobrirão totalmente a cicatriz e que também escolhida a posição da cicatriz, esta é definitiva e não poderá ser alterada de lugar “conforme a moda”. Quando houver muita flacidez com sobra de pele, poderá ser necessário retirar o excesso de pele nessa operação. Nesse caso resultará na realização de uma cicatriz em T invertido.

  • Pós operatório:

                        O resultado definitivo é imediato. Nos primeiros meses as mamas podem apresentar períodos de “inchaço” variáveis. Esse inchaço vai reduzindo com  o passar do tempo.

                        Exercícios após o 3º mês são recomendados sendo úteis para manter a firmeza da musculatura e portanto melhorar o resultado da cirurgia.

                        Normalmente está cirurgia é pouco dolorosa, sendo tratada com analgésicos comuns, devido a isso deve-se tomar cuidado em dobro para evitar movimentos bruscos.

                        É importante no pós-operatório seguir todas as orientações do cirurgião no tocante aos períodos de repouso, uso do sutiã, uso de compressão sobre a cicatriz (Micropore ou Bioclusive) por tempo prolongado e evitar a exposição ao sol.

  • Cuidados pré- operatórios:
  1. a) Evitar aspirina ou medicamentos que contenham aspirina nas 2 semanas que antecedem a cirurgia e após 15 dias. Esses medicamentos interferem na coagulação do sangue e podem ocasionar sangramentos.
  2. b) Evitar marcar a cirurgia no período menstrual.
  3. c) Fumantes devem suspender o cigarro por um período de no mínimo 15 dias antes do ato cirúrgico e vinte dias após, para evitar o risco da tosse.
  4. d) Avisar o médico no caso de gripe ou febre que surja na semana que antecede a cirurgia.
  5. e) Evitar todo e qualquer medicamento para emagrecer que eventualmente esteja usando, por um período de no mínimo 10 dias antes da cirurgia.
  6. f) Evitar bebidas alcoólicas ou refeições muito fartas nas 48 horas que antecedem a cirurgia.
  7. g) Programar suas atividades sociais, de trabalho, domésticas ou escolares, com antecipação, para não se tornar indispensável a terceiros devido ao tempo de afastamento que ocorrerá no pós- operatório.
  8. h) Levar ao hospital o sutiã indicado pelo seu médico, e o tipo de roupa mais conveniente (roupa folgada que possa ser vestida com movimento mínimo dos braços).
  9. i) Não leve ao hospital nenhum objeto de valor, travesseiros ou cobertores. Retire brincos, anéis, correntes e outros objetos metálicos, levando somente os valores necessários. O pagamento será realizado 10 DIAS antes da cirurgia.
  1. j) Antes de ir para o hospital realize sua higiene pessoal com bastante rigor usando sabonete antisséptico (Protex), e não utilize perfumes, desodorantes ou maquiagens. Se possível evitar de estar com esmalte de unha para facilitar a monitorização pelo anestesista. Fazer depilação das axilas. Internar em jejum completo, inclusive de água a partir das 00:00h do dia da cirurgia.

6) Instruções pós-operatórias:

  1. Observar repouso relativo em casa que irá reduzindo gradativamente até o 30º dia quando será dada alta para as atividades normais.
  2. Não levantar peso e não dirigir durante 30 dias.
  3. Usar curativo sobre a cicatriz até a retirada dos pontos.
  4. Banho de chuveiro será liberado após o 3º a 4º dia ou a critério do cirurgião após a troca dos primeiros curativos.
  5. Alimentação normal.
  6. O primeiro curativo será realizado pelo médico ou sua enfermeira, no dia da alta.
  7. Os pontos serão retirados entre o 8º e o 17º dia
  8. Após o 10º dia até 3 meses de pós operatório será usado fita compressiva sobre a cicatriz (Micropore ou Bioclusive), a qual será trocada inicialmente pelo cirurgião ou sua enfermeira e após pela própria paciente conforme as orientações.
  9. Proibidos banhos de sol e de água muito quente por no mínimo 60 dias.
  10. Evitar banhos de mar e piscina por 30 dias.
  11. Somente reinicie massagens, exercícios, dietas, regimes ou uso de fórmulas após liberação médica.

CONSULTORIA:

  1. PAULO BETTES

CIRURGIÃO PLÁSTICO,

MEMBRO  TITULAR DA SOCIEDADE BRASILEIRA DE CIRURGIA PLÁSTICA,

MEMBRO TITULAR DO COLÉGIO BRASILEIRO DOS CIRURGIÕES,

MEMBRO ATIVO DA INTERNATIONAL SOCIETY FOR AESTHETIC PLASTIC SURGERY

MEMBRO ATIVO DA FEDERACIÓN IBERO-LATINOAMERICANA DE CIRÚGIA PLÁSTICA

MEMBRO ATIVO DA INTERNATIONAL SOCIETY FOR BURNS INJURIES

MEMBRO CORRESPONDENTE DA ASSOCIÇÃO DOS EX-ALUNOS DO PROFESSOR IVO PITANGUY

MESTRADO E DOUTORADO EM CIRURGIA PELA UFPR,

 

www.suaplastica.com.br

 

Beijinhos

Instagram

  • Bolo mousse de cacau com feijo preto Aproveite o fimhellip
  • Oiii galeraaa do Porto! Preparados para mais um Lets Gohellip
  • Que a luz do senhor ilumine sempre a nossa uniohellip
  • Po rico em protena e baixo carboidrato  manteiga dehellip
  • PASSATEMPO Quer ganhar uma caixa com 20 Aas Native? Vamoshellip
  • Domingo de muito sol calor e sem nortada! Me sentihellip
  • Um fim de tarde TOP em boa companhia Lets Gohellip
  • Sol mar e paz pedroguedesoficial summer sun beach bronze bikinihellip